icone facebookTwitterInstagram

Resumo sobre a História do Dr. Homero de Miranda Gomes

Nascido em 02 de maio de 1913, casado com Dona Helga de Miranda Gomes, 08 filhos, foi médico da Colônia Santa Tereza, Prefeito Municipal de São José, Deputado Estadual, nasceu em Minas Gerais e recebeu o título de cidadão Josefense pelos vereadores. Faleceu no dia 06 de abril de 1980. Recebeu homenagem com o nome do nosso hospital (Hospital Regional de São José Dr. Homero de Miranda Gomes).

foto_Homero_Miranda

 

HOMERO DE MIRANDA GOMES

Nasceu em Ouro Fino, Estado de Minas Gerais no dia 02 de maio de 1913, faleceu em Florianópolis no dia 06 de abril de 1980, filho de Eurico de Miranda Gomes e Alice Osório de Miranda Gomes, aonde completou o estudo primário e secundário e posteriormente tornou-se médico pela Faculdade de Medicina de Belo Horizonte, especializando-se em Dermatologia e Leprologia sendo convidado por este motivo pelo então Governador do Estado de Santa Catarina , Dr. Nereu Ramos, no início da década de 40 para fazer parte do corpo clínico do Hospital Colônia Santa Tereza, especializada no tratamento da hanseníase, aonde posteriormente assumiu o cargo de Diretor, sendo que na época haviam 1800 portadores de hanseníase internados.
Foi ainda médico do IPASE –Instituto de Previdência dos Servidores, LBA – Legião Brasileira de Assistência e do INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social.
Durante a Segunda Grande Guerra Mundial, serviu como Tenente Médico da Reserva da Aeronáutica, em missões de patrulhamento aéreo do litoral brasileiro.
Sua profunda e fervorosa fé católica o levou a praticar intenso trabalho, não remunerado, como médico dos pobres e humildes que ao longo dos anos o projetou na política, exercendo os cargos de Prefeito de São José (1956 a 1960) e Deputado Estadual por duas legislaturas (1970 a 1974 a 1978).
Pertenceu, inicialmente, ao Partido Social Progressista (PSP) e em seguida á União Democrática Nacional (UDN) e finalmente à Aliança Renovadora Nacional (ARENA).
Foi casado com Helga Maria de Miranda Gomes (já falecida), deixando oito filhos: Antônio Carlos, Paulo Roberto, Alice Terezinha, Luiz Fabiano, Homero Júnior, Vera Regina, Denise Maria e Eurico Neto.

 

 

HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ 
DR. HOMERO DE MIRANDA GOMES


Foi inaugurado em 25 de fevereiro de 1987, e ativado no dia 02 de março do mesmo ano.

Foram ativados 36 leitos de maternidade em regime de alojamento conjunto na Unidade de Internação Obstétrica, Centro Obstétrico, Unidade de Neonatologia, Banco de Leite Humano, Triagem Obstétrica, Emergência e Setor de Treinamento, sendo que o Centro Cirúrgico funcionava conjuntamente com o Centro Obstétrico.

Em março de 1987 o Hospital Regional de São José contava com 86 funcionários na área de enfermagem e ao final do ano eram 163 funcionários.

Em 02/11/1987, foi ativado o Centro Cirúrgico com a abertura de 03 salas cirúrgicas, para atendimento à Ginecologia e Obstetrícia.

Em dezembro de 1987 foi inaugurado o Serviço de Emergência, sendo então deslocada a Triagem Obstétrica para o setor onde funcionaria o ambulatório.

Simultaneamente a abertura da Emergência Geral foi também inaugurado o Serviço de Emergência Pediátrica, o qual funcionava na mesma área física da Emergência Geral.

Em dezembro de 1987 foram atendidos 1.082 pacientes, sendo que em novembro de 1988 este número já era de 7.333 atendimentos.

A Unidade de Clínica Cirúrgica foi inaugurado em 08/02/1988, dispondo de 40 leitos, sendo divididos entre pacientes Clínicos (16 leitos), Cirúrgicos (22 leitos) e mais 02 apartamentos a serem ocupados pela demanda de ambas as clínicas.

Em 26/02/1988, foi ativado o Serviço de UTI, inicialmente com 04 leitos.

Em julho de 1988 foi inaugurado o Ambulatório Geral, dispondo das seguintes especialidades: Oftalmologia, Urologia, Clínica Cirúrgica, Clínica Médica e Cirurgia Vascular.

Em 30/08/1988 a Unidade de Clínica Médica é aberta, funcionando no 5º andar (Ala A), contando com 18 leitos, logo expandindo para 23 no mês seguinte.

 


Serviço de Oftalmologia:

O início das atividades oftalmológicas no Hospital Regional de São José deu-se em 01 de outubro de 1987, sob os auspícios dos Doutores Otávio Nesi e Eulina T.S. Rodrigues Cunha.

A partir desta data, iniciou-se a luta para conseguir os equipamentos básicos necessários ao atendimento, já que se contava com a área física no Ambulatório Geral.

Já em 1988 estavam em atividade consultório e sala de pequena cirurgia neste ambulatório, e sala de cirurgia, exclusiva, no Centro Cirúrgico, equipada com microscópio, possibilitando cirurgias de catarata, glaucoma, estrabismo, plástica ocular e outras.

No final de 1989, novas conquistas: os primeiros equipamentos (laser de argônio, ecógrafo, biômetro, paquímetro, campímetro, vitreófago, oftalmoscópio binocular) e área exclusiva, fora do ambulatório geral, com dois consultórios, sala da espera, sala do laser, sala de pequena cirurgia, sendo criado o Serviço de Oftalmologia em 02 de janeiro de 1990.

Em 1992, novos passos no crescimento do Serviço: outra mudança de área física, agora bem mais ampla, incluindo sala cirúrgica para cirurgias de catarata, além da sala exclusiva no centro cirúrgico, e aquisição de aparelho para faco-emulsificação.

Neste ano também foi aprovada a Residência Médica em Oftalmologia, iniciando-se a 1ª turma em março de 1993 com dois residentes, o mesmo acontecendo em 1994. Em 1995 o número de vagas aumentou para três. Hoje continuamos com as mesmas vagas, porém com três anos de duração.

Também em 1993, novos aparelhos são adquiridos da Zeiss (endolaser, retinógrafo, lâmpada de fenda com sistema de fotografia, auto-refrator, yag laser).
Em 1997, novos profissionais e novos equipamentos Zeiss (lâmpada de fenda com sistema de vídeo, laser de argônio, yag laser, microscópio cirúrgico).

Em 2001 recebemos um vitreófato DORC e um novo microscópio Zeiss para implementar as cirurgias vítreo-retinianas. E graças ao apoio do Ministério da Saúde, novos equipamentos são adquiridos: consultório completo, novo ecógrafo, biômetro, facoemulsificador Surgical Design, laser diodo para glaucoma absoluto e endolaser. E passamos a contar com duas salas cirúrgicas, em área exclusiva, junto ao centro cirúrgico geral.


Serviço de Pediatria

A necessidade de um serviço de Pediatria no HRSJHMG ficou evidente desde sua inauguração, ocorrida no ano de 1987.

Naquela época o atendimento às crianças, era realizado pelos médicos plantonistas da Clínica Médica, muitas vezes recorrendo ao auxilio do serviço de neonatologia já existente.

Então, em 1989 foi estabelecido o plantão de pediatria, que funcionava em conjunto com a emergência geral, contando com um plantonista apenas (serviço este, criado devido à forte demanda já existente).

Este atendimento na antiga emergência geral, durou cerca de 5 (cinco) anos, até sua transferência para uma área individualizada e ampla no ano de 1993, onde se encontra até hoje.

1989 – Inicio dos plantões de Pediatria na Emergência Geral.
1993 – Inauguração da nova Emergência Pediátrica em local próprio. 
1994 – Criado o atendimento ambulatorial pediátrico.
1997 – Início da Especialização do ambulatório pediátrico
1999 – Mudança do Ambulatório Geral para o Ambulatório Ortopédico, onde
funciona até hoje a Pediatria, no período vespertino.


Nova Maternidade

Foi inaugurada em 26 de dezembro de 2002, iniciando com o atendimento de Emergência Obstétrica e Neonatologia.

Em agosto de 2004, foi ativada a sala de recuperação pós-parto, propiciando um ambiente mais tranqüilo e acolhedor às puérperas, acompanhantes e recém-nascidos.

Em setembro de 2004, foi transferido para a nova maternidade o Banco de Leite Humano, que funcionava no 4º andar do Hospital e ativada a Sala de Processamento e Distribuição de Leite Humano, que funcionava junto ao Serviço de Nutrição e Dietética.

Em março de 2005, a sala de recuperação de pós-parto, passou a receber também as pacientes cirúrgicas (parto cesariana e curetagens), que recebiam assistência na Sala de Recuperação do Centro Cirúrgico Geral.

Em maio de 2005, contando com novos equipamentos, foi ativada também a Sala de Cesariana e Curetagem, que funcionava no Centro Cirúrgico Geral do Hospital.