icone facebookTwitterInstagram

Florianópolis, 17 de novembro de 2014.

É cada vez maior a integração entre o Sistema de Telemedicina e os Serviços Especializados e Regulação de Santa Catarina. Exemplo disso é o telediagnóstico em dermatologia, que vem proporcionando agilidade no atendimento ao paciente, desde o agendamento da consulta até o laudo médico especializado. Desde a implantação do sistema, em outubro de 2013, até novembro deste ano, foram emitidos mais de 4,7 mil laudos.

Além da agilidade na consulta e no diagnóstico, outra grande vantagem do sistema é que o paciente não precisa se deslocar para outras cidades em busca de atendimento especializado. Santa Catarina tem hoje 93 pontos de dermatoscopia distribuídos em 88 municípios. Somente neste ano foram implantados mais 25 pontos.

Marlene Bonow de Oliveira, superintendente de Serviços Especializados e de Regulação, diz que a meta da Secretaria de Estado da Saúde (SES) é disponibilizar o serviço em 100% dos municípios. Para que a abrangência do serviço seja total, Bonow informa que a SES adquiriu mais 220 dermatoscópicos, com investimento de R$ 305,5 mil.

A entrega dos equipamentos pelo fornecedor está prevista até o final de dezembro. E a partir de janeiro do próximo ano, os municípios que já tenham feito adesão ao sistema passam a receber os dermatoscópios.

“O telediagnóstico em dermatologia é a nossa primeira experiência de integração entre o Sistema de Telemedicina e o Serviço de Regulação. Já é considerada uma experiência exitosa, pois possibilita à Unidade Básica de Saúde o meio para qualificar o encaminhamento do paciente”, complementa Marlene Bonow. 

Como funciona

O paciente procura a Unidade Básica de Saúde para realizar a consulta.

O médico identifica um problema dermatológico e faz uma solicitação de exame.

O paciente é encaminhado à unidade de saúde que dispõe do dermatoscópio para realização do procedimento conforme protocolo médico especificado pelo tipo de doença a ser investigada.

O profissional de saúde faz o registro fotográfico e envia ao Sistema de Telemedicina.

O especialista acessa a imagem e os dados clínicos enviados, emite o laudo e classifica o risco.

A classificação de risco é acessada pelo médico solicitante que deverá tomar as providências.


Cobertura por
telediagnóstico em dermatologia

MUNICÍPIOS

EQUIPAMENTOS

Abelardo Luz

1

Agrolandia

1

Agua Doce

1

Águas Mornas

1

Alfredo Wagner

1

Araranguá

1

Balneario Arroio Silva

1

Balneario Gaivota

1

Biguaçú

1

Blumenau Amb. Badenfurt

1

Blumenau Amb. Escola Agricola eFortaleza

1

Blumenau Amb. Garcia

1

Blumenau Amb. Jensen

1

Botuverá

1

Braço do Norte

1

Brusque

1

Caçador

1

Caibi

1

Calmon 

1

Campo Ere

1

Campos Novos

1

Canoinhas

1

Canoinhas

1

Capinzal

1

Celso Ramos

1

Chapecó

1

Concordia

1

Criciúma

2

Cunha Porã

1

Curitibanos

1

Dionisio Cerqueira

1

Florianopolis

1

Fraiburgo

1

Garopaba

1

Gaspar

1

Guaramirim

1

Herval d'Oeste

1

Ibirama

1

Imbituba

1

Imbituba

1

Imbuia

1

Indaial

1

Ipumirim

1

Itá

1

Itapiranga

1

Ituporanga

1

Jaguaruna

1

Jaragua do Sul

1

Joaçaba

1

Joinville - UBS Sede Aventureiro 

1

Joinville - UBS Sede da Comasa

1

Joinville - UBSF Rio Bonito

1

Lacerdópolis

1

Lages

1

Laguna

1

Lebon Regis

1

Mafra

1

Mafra

1

Mafra

1

Maravilha

1

Nova Trento

1

Orleans

1

Palhoça

1

Palma Sola

1

Palmitos

1

Penha

1

Penitenciaria São Pedro Alcântara

1

Pomerode

1

Porto Belo

1

Porto União

1

Pouso Redondo

1

Quilombo

1

Rio do Sul

1

Sangão

1

Santa Rosa de Lima

1

Santo Amaro da Imperatriz

1

São Carlos

1

São Francisco do Sul

1

São João Batista

1

São Joaquim

1

São José

1

São José

1

São Lourenço do Oeste

1

São Miguel do Oeste

1

São Pedro de Alcântara

1

Seara

1

Sombrio

1

Sul Brasil

1

Taió

1

Tijucas

1

Timbó

1

Três Barras

1

Treze Tílias

1

Tubarão

1

Vargem Bonita

1

Vargem Bonita

1

Videira

1

Xanxerê

1

Xavantina

1

Xaxim

1

 

alt 

Foto: Paulo Goeth-