icone facebookTwitterInstagram

Florianópolis, 08 de fevereiro de 2018.

O Ministério da Saúde (MS), por meio da Nota Informativa N° 134-SEI/2017-CGPNI/DEVIT/SVS/MS, informou para todas as secretarias de saúde do país que as vacinas BCG e Pentavalente não foram distribuídas aos estados na rotina do mês de Janeiro por indisponibilidade de estoque no âmbito nacional. Conforme informações da equipe do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS), ainda não há previsão para a regularização do envio dessas vacinas.

Por conta desta situação, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) de Santa Catarina comunica que não possui doses dessas vacinas na Central Estadual de Rede de Frio para serem distribuídas aos municípios na rotina do mês de Fevereiro. 

O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, encaminhou ofício ao Ministro da Saúde (MS) solicitando providências para a pronta regularização desta situação, uma vez que cabe ao MS o abastecimento das vacinas que fazem parte do Calendário Nacional. “Assim que esta situação for regularizada, a DIVE providenciará o imediato envio das vacinas para as Gerências Regionais de Saúde repassarem aos municípios catarinenses”, explicou Acélio Casagrande.

A DIVE vem orientado as equipes municipais de Atenção Primária e de Imunização para  manter um cadastro das crianças que devem receber doses de BCG e PENTA com a finalidade de atualizar posteriormente a carteira de vacinação com a chegada das doses. Em Santa Catarina são aplicadas, mensalmente, uma média de 6,5 mil doses de BCG e 20 mil da Pentavalente em crianças de até seis meses de idade.