ESTRATÉGIAS DE MUDANÇA
Os gerentes da mudança devem considerar possíveis restrições para selecionar as estratégias de mudança. Algumas das principais são:

  • tempo disponível para planejar e executar a mudança;

  • extensão das mudanças propostas;

  • características do que deve ser mudado;

  • disponibilidade de recursos;

  • atitude da organização frente ao risco de qualquer mudança;

  • capacidades organizacionais para introduzir e sustentar o processo de mudança.

As alternativas estratégicas devem ser aceitas à medida que atendam aos seguintes critérios:

  • correspondam ao ambiente externo prevalecente;

  • envolvam uma vantagem competitiva sustentável;

  • sejam consistentes com outras estratégias da organização;

  • forneçam uma flexibilidade adequada para a organização;

  • sejam compatíveis com a missão e com os objetivos organizacionais estabelecidos;

  • sejam viáveis (sob o ponto de vista técnico e organizacional) e factíveis (sob o ponto de vista dos recursos disponíveis).

As estratégias podem ser de três diferentes ordens: gerais, específicas e funcionais. As gerais se aplicam para a realização de objetivos globais da organização; as específicas, para ajudar a implantação das mudanças em áreas específicas; as funcionais, dirigidas às áreas funcionais de apoio de qualquer organização, como recursos humanos ou financeiros.
De maneira sumária, serão revistas algumas dessas estratégias: