icone facebookTwitterInstagram

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde Santa Catarina informa a ocorrência de quatro casos importados de sarampo no período de 17 a 31 de julho de 2019. Para a confirmação de casos é necessária que as amostras processadas no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC) sejam retestadas no laboratório de referência nacional FIOCRUZ/RJ.

Em uma amostra já retestada pela FIOCRUZ (mulher, de 40 anos), o resultado é compatível com os laudos liberados pelo Lacen/SC. As outras três amostras continuam aguardando liberação dos retestes no referido laboratório, conforme protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Organização Pan Americana da Saúde (OPAS).

O Ministério da Saúde em consonância com a DIVE/SC, devido a clínica indicativa para sarampo, histórico de viagem e ou residência no estado de São Paulo onde está ocorrendo surto, optou pela confirmação destes casos. No entanto, mantém a conduta de aguardar o resultado da segunda amostra e reteste para o encerramento definitivo.

Sobre os casos:

Mulher, com 40 anos, sem histórico de vacina ou comprovação vacinal, residente no município de Alto Paraíso de Goiás - GO com passagem por São Paulo e visita ao município de Florianópolis;

Mulher, com 30 anos, sem histórico de vacina ou comprovação vacinal, residente em São Paulo em visita ao município de Florianópolis;

Menino, com 11 anos, sem histórico e ou comprovação vacinal residente em Florianópolis com deslocamento para São Paulo;

Homem, com 30 anos, residente em São Paulo, sem comprovação vacinal com deslocamento para município de Guaramirim.

Em função da gravidade e alta transmissibilidade do sarampo reforçamos a adoção de medidas adequadas e oportunas conforme nota de alerta http://www.dive.sc.gov.br/notas-tecnicas/docs/Nota_de_alerta_sarampo.pdf