icone facebookTwitterInstagram

Santa Catarina sedia, nesta semana, I Fórum Internacional de Coordenação de Transplantes do Brasil e o I Simpósio Internacional de Eficiência para Efetividade no Processo de Doação e Transplantes. A abertura dos eventos ocorreu nesta terça-feira, 26, em São José.

 DSC_1223 capa.jpg

Foto: Robson Valverde

Durante a solenidade, o secretário Helton de Souza Zeferino destacou a atuação da Central Estadual de Transplantes de Santa Catarina (SC Transplantes), vinculada à Superitendência de Serviços Especializados e Regulação da Secretaria de Estado da Saúde (SUR/SES) e, que em 2019 completa 20 anos de atividades.

“Para o Estado de Santa Catarina é um motivo de orgulho sediar esse evento. A SC Transplantes comemora 20 anos de atuação dentro do terriório, possibiltando o pleno atendimento e a renovação da vida”, afirmou o secretário. “É uma estrutura que vem sendo conduzida a muitas mãos, da direção aos coordenadores hospitalares. Esse trabalho conjunto reflete no desempenho de 2019, que pode fazer com o Santa Catarina recupere o primeiro lugar entre os estados brasileiros”, completou.

O I Fórum Internacional de Coordenação de Transplantes do Brasil e o I Simpósio Internacional de Eficiência para Efetividade no Processo de Doação e Transplantes prosseguem até a próxima sexta-feir,29. Ainda no dia 28 será realizada uma homenagem ao Sistema Estadual de Transplantes catarinense, às 19h, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis.

O coordenador Estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade, explicou que o evento é realizado em parceria com o Ministério da Saúde e coordenação geral do Sistema Nacional de Transplantes. “Contamos com especialistas dos Estados Unidos, Espanha, Argentina, e todas as unidades da federação do Brasil para aprofundar questões sobre o tema e melhorar a coordenação de transplantes, por consequência, a doação e transplantes de órgãos no Brasil”, destacou.

Santa Catarina vive um ano histórico com a quebra de recordes em relação à doações de órgãos. Nos primeiros dez meses do ano foram registradas 262 doações de múltiplos órgãos, sendo que em setembro foi registrado o melhor desempenho em 20 anos de história da SC Transplantes, com 43 doações efetivadas. Os meses de fevereiro (24) e julho (34) também foram recordes.
No total, foram realizados 1248 transplantes, sendo 439 de córneas, 197 de rim (doador falecido) e 109 de fígado (doador falecido).