icone facebookTwitterInstagram

Timbó, 15 de junho de 2016

A Gerência Regional de Saúde (Gersa) da Agência de Desenvolvimento Regional de Timbó reuniu os secretários municipais de saúde e técnicos da Atenção Básica dos 14 municípios pertencentes à Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), para participarem da oficina de orientações e trocas de experiências para novas pactuações do SISPACTO 2016, que é um sistema de pactuação de uma série de indicações da saúde. A oficina teve orientação da coordenadora de Atenção Básica da Gersa, Alexandra Guidarini Stortti.

Conforme a gerente de saúde, Arrabel Antonieta Lenzi Murara, foram abordados 64 indicadores de saúde, sendo desses 34 universais, ou seja, de pactuação obrigatória. Os dados foram tabulados previamente conforme série histórica desde 2011, assim como a média da região de saúde. “Foram encaminhadas, com antecedência, aos municípios as tabelas contendo os indicadores com a série histórica para que cada área técnica discutisse os parâmetros a serem pactuados dentro da realidade de cada município”, enfatiza a gerente.

Conforme Arrabel, os municípios devem seguir um fluxo de pactuação no qual, após proposição de  metas pelas áreas técnicas, as metas devem ser apreciadas pelo Conselho Municipal de Saúde até o dia 30 de junho. Após deliberação e resolução emitida pelo Conselho, deve ser encaminhada para a Comissão Intergestores Regional (CIR) e posteriormente para a Comissão Intergestores Bipartite (CIB). “As metas devem ser preenchimento do SISPACTO com validação pelo município e  inclusão da ata do Conselho Municipal de saúde  no sistema do Ministério da Saúde assim que estiver disponível”, ressalta.