icone facebookTwitterInstagram

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) divulga o boletim n° 23/2018 sobre a situação da vigilância entomológica do Aedes aegypti e a situação epidemiológica de dengue, febre de chikungunya e zika vírus, com dados até a Semana Epidemiológica (SE) n° 48 (31 de dezembro de 2017 a 01 de dezembro de 2018).

Vigilância entomológica do Aedes aegypti No período de 31 de dezembro de 2017 a 01 de dezembro de 2018, foram identificados 14.614 focos do mosquito Aedes aegypti em 160 municípios. Comparado ao mesmo período de 2017, quando foram identificados 10.681 focos em 144 municípios, houve um aumento de 36,8%, conforme o Gráfico 1 e a Figura 1. O aumento do número de focos na SE 10/2018 e 45/2018 está associado ao Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), no qual ocorreu a coleta de larvas para o conhecimento do Índice de Infestação Predial (IIP).

Acesse aqui e veja :

http://www.dive.sc.gov.br/conteudos/boletim2018/releseBoletim/boletim%20LIRAa.pdf.