icone facebookTwitterInstagram

O maior hospital público da região de Itajaí ativou, nesta quinta-feira, 18, mais 20 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19.


Com a ampliação, o Hospital Marieta Konder Bornhausen passa a contar com 80 leitos de terapia intensiva, sendo 50 destinados ao tratamento da doença. A ativação ocorreu durante uma visita do governador Carlos Moisés à unidade, acompanhado do secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro,e  do prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

O governador foi recepcionado pela diretora-geral da unidade, irmã Mércia Lemes, que o acompanhou em uma visita à nova torre, que está em obras para finalização. Em seguida, eles visitaram os 20 novos leitos de UTI, que estão no oitavo andar da torre antiga, em um espaço antes reservado para pediatria.  Segundo o governador, o Estado tem feito um esforço para que nenhum catarinense fique sem atendimento adequado durante esse período de pandemia.

>> Mais fotos na galeria

“Todas as nossas atenções estão voltadas para a área da Saúde. A Amfri é uma região que nos preocupa, portanto a ativação destes novos leitos é importante. Mas precisamos lembrar que o esforço local precisa ser em conjunto com as ações do governo e a colaboração da população segue essencial. Mas eu venho aqui também para trazer uma palavra de esperança, de que vamos sair mais fortalecidos de toda essa situação”, disse o governador, que concedeu uma entrevista coletiva após a visita.

Também participaram da visita a Itajaí o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Júnior, o secretário executivo de Comunicação, Gonzalo Pereira, os deputados estaduais Onir Mocellin e Paulinha e a suplente Anna Carolina Martins.

Pela manhã, o governador visitou as instalações da empresa WEG, em Jaraguá do Sul. Ao todo, 500 respiradores serão produzidos no local – com 270 entregas já efetuadas até o momento. Ele lembrou que a ativação dos leitos de UTI no hospital Marieta só foi possível graças a essas entregas.

Mutirão para finalizar obra

O secretário André Motta Ribeiro destacou durante a visita a Itajaí que o Estado pretende realizar um mutirão para finalizar as obras em dois andares da nova torre no prazo de 30 dias. Isso permitirá a ativação de 40 outros leitos de UTI, além de 40 de enfermaria. Ele falou também sobre os pedidos de habilitação de leitos exclusivos para a Covid-19, o que garante o repasse pelo Governo Federal.

“Essa é uma luta de toda a região. O que nós podemos dizer é que o Estado não deixará que faltem leitos para tratamento da doença. Nós fazemos um apelo para que as pessoas fiquem em casa, se puderem. O distanciamento social é a principal arma que nós temos para frear essa doença. Os números aqui na região da Amfri são preocupantes e a compreensão de todos é necessária”, salientou o secretário.

Antes da visita ao hospital, o governador e o secretário da Saúde almoçaram com os prefeitos da região na sede da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri). Lá, o prefeito Morastoni entregou uma pauta de reivindicações para a área da Saúde, que será analisada pelo Governo do Estado, especialmente no que se refere à questão de novos leitos de enfermaria.

Segundo o prefeito Morastoni, a parceria entre a prefeitura e o Governo estadual é essencial para a superação deste momento de dificuldades, e a visita do governador ajuda a estreitar os laços, em benefício da população.

“A parceria está acontecendo. O enfrentamento da pandemia não é uma responsabilidade só do Estado ou só do município. Precisamos conjugar os entes públicos com a sociedade. O apoio do Governo, com esse fluxo de diálogo, é fundamental”.