icone facebookTwitterInstagram

A tarde dessa quarta-feira, 22, foi emocionante para uma senhora de 80 anos e também para os colegas de quarto que, junto com ela, lutam contra a Covid-19 no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste.

Um filho e um neto da idosa trouxeram um violão e uma dose grande de amor para a paciente do município de Itapiranga. Devidamente paramentados, eles cantaram várias canções que sempre são lembradas nos encontros de família. O filho da idosa revelou que o que a mãe mais gosta é de reunir a família, cantar e viver a vida. “O que ela mais fazia, onde ela estivesse - seja em casa ou no clube de idosos -, era cantar e se divertir. Ela é muito animada”, conta o filho.

As visitas aos pacientes com covid-19 são muito restritas. São ponderadas de acordo com a necessidade e o estado clínico de cada um. De acordo com a enfermeira Yasminne Marolli, ações como essa fazem parte dos cuidados paliativos. “Precisamos proporcionar medidas de conforto, isso faz parte da humanização. Por que não realizar esse desejo dela?! Estamos trabalhando com pessoas, todos os dias são desafios diferentes e foi bem importante para aquecer nossos corações”, relata Yasminne.

A enfermeira reforça que foi um momento especial, não só para a paciente, mas também para as pessoas que estavam no quarto. “Todos gostaram bastante. Somos seres humanos atendendo outro ser humano. Eu como enfermeira fico muito lisonjeada em ter participado com toda a equipe desse momento”, finaliza Yasminne.