icone facebookTwitterInstagram

Santa Catarina passará a ofertar atendimento odontológico hospitalar para pacientes com necessidades especiais (PNE), por meio da nova Política Hospitalar Catarinense (PHC), que aumentou recursos para unidades hospitalares. A saúde bucal é uma das importantes demandas que passará a ser bancada pelo Governo do Estado na PHC, a qual inseriu a rede de atenção odontológica hospitalar para esse grupo.

governo_inclui_saude_bucal_para_pacientes_com_necessidades_especiais_na_nova_phc__20211122_1610515314.png

São 53 hospitais que prevêem a adesão ao plano e que constituirão a rede que será referência regional para atendimento odontológico dos PNEs que exijam anestesia ou sedação para sua realização. Foram listados hospitais em todas as Regiões de Saúde. “Muitas vezes, o paciente com necessidades especiais não consegue expressar a dor que está sentindo, não consegue verbalizar uma dor de dente e acaba, até mesmo, por causar automutilação. Não podemos permitir que isso aconteça. Através desse atendimento especializado, evitaremos situações como esta”, afirmou o secretario de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

A partir da adesão, cada hospital receberá o valor mensal para complementar o custeio da contratação de cirurgião-dentista, o qual fará o atendimento a estes pacientes e apontará a necessidade de sedação ou anestesia de acordo com cada necessidade. O repasse está previsto para acontecer já a partir do início de 2022. Os pacientes odontológicos serão encaminhados pelas equipes de Saúde Bucal da Atenção Primária e pelos Centros de Especialidades Odontológica dos municípios.

Mais informações para a imprensa:
Andrey Lehnemann
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br