icone facebookTwitterInstagram

Joinville, 14 de setembro de 2015

A 7ª Jornada de Perinatologia começa nesta segunda-feira (14) com a presença do secretário-adjunto de Estado da Saúde, Murillo Capella. O evento congrega ensino, pesquisa e extensão e vai discutir as políticas públicas e avanços voltados à gestação, parto, pós-parto e saúde dos bebês e das mães. Até sexta-feira (18), sempre das 8h às 18h, estarão reunidos no centro de convenções da Universidade da Região de Joinville (Univille) cerca de 700 profissionais da saúde dos estados de Santa Catarina e Paraná além dos estudantes das áreas da saúde.

Paralelamente acontece a 1ª Semana Científica, o 1º Encontro de Rede Cegonha e o 2º Encontro de Gestação de Alto Risco além do 7º Simpósio de Mortalidade Infantil. A organização do evento é da Maternidade Darcy Vargas (MDV) com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria Municipal da Saúde de Joinville, Federação de Pesquisa de Santa Catarina (Fapesc) e Universidade da Região de Joinville.

Logo no primeiro dia, Sandra de Moura Ghisi Rubi e Rute Clari Prestes, do Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen), irão falar sobre a importância de fazer o teste do pezinho em recém-nascidos. “Vamos falar sobre as doenças analisadas com o teste, como funciona o fluxograma dentro do laboratório até o envio do resultado”, explica a bioquímica Sandra. “A coleta do teste do pezinho é ideal que seja realizada entre o terceiro ao quinto dia depois do nascimento para um diagnóstico precoce”. Nas análises são identificadas doenças metabólicas com impacto no desenvolvimento intelectual e físico dos bebês.

Na terça-efira (15), a consultora do Ministério da Saúde, Zeni Carvalho Lamy, vai expor a metodologia do Método Mãe Canguru. O cuidado adotado pelas mães para cuidar dos neonatais com baixo peso ao nascer ao mantê-los aquecidos próximo do peito. É também chamado de Contato Pele a Pele foi idealizado pelo médico pediatra Edgar Rey Sanabria, em 1979, na Colômbia.

No terceiro dia do evento, serão apresentadas as pesquisas desenvolvidas por profissionais da saúde e da Maternidade Darcy Vargas (MDV) durante a 1ª Semana Científica. Na quinta (17), será realizado o 2º Encontro de Gestação de Alto Risco e o 7º Simpósio de Mortalidade Infantil. A consultora do ministério da Saúde, Raquel Barbosa de Lima, fará palestra sobre óbito materno infantil e fetal.

Na manhã de sexta-feira (18), o médico obstetra Ricardo Herbert Jones, vai expor a nova legislação da Rede Cegonha - pré-natal, parto e nascimento, atenção à saúde da criança e sistema logístico de transporte e regulação - para priorizar os partos naturais em vez de cesáreas. Somente na Maternidade Darcy Vargas no ano passado foram feitos 5.748 partos, sendo 38% cesarianas e 62% normais. Na sequência uma mesa-redonda reúne profissionais em torno do pré-natal e os riscos de não fazê-lo.

No período da tarde, um debate aprofundado sobre as doenças transmitidas de mãe para bebês durante a gestação. É o caso da sífilis, HIV, toxoplasmose e Hepatite B. Em Santa Catarina aumentaram os casos de sífilis congênita. Quem vai coordenar as discussões é a médica ginecologista e obstetra Helaine Maria Besteti Pires Milanez. Todas as atividades envolvem profissionais médicos, enfermeiros, assistentes sociais, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem e estudantes das áreas de saúde.

Confira AQUI a programação completa da 7ª Jornada de Perinatologia.

Informações adicionais para a imprensa

Ana Paula Keller

Assessoria de imprensa

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Joinville

E-mail:  email=anakeller@jve.sdr.sc.gov.br" target="_self">anakeller@jve.sdr.sc.gov.br / email=imprensa@jve.sdr.sc.gov.br" target="_self">imprensa@jve.sdr.sc.gov.br

Telefone: (47) 3461-1225 / (47) 9240-8064

Site: sdrs.sc.gov.br/sdrjoinville