icone facebookTwitterInstagram

Contrato assinado. A partir do dia 1º de janeiro, o Estado de Santa Catarina contará com a Organização Social FAHECE como a principal gestora operacional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Santa Catarina. O contrato emergencial foi assinado nesta quarta-feira, 29 de dezembro. A Fundação foi escolhida pelo histórico de bons serviços prestados com SC à frente do HEMOSC e CEPON. Ela também foi uma das OSs a enviar proposta para o edital de contratação lançado em outubro e que continua em andamento. O atual contrato emergencial fica vigente por seis meses.

“Foi uma decisão embasada no compromisso de garantir a continuidade do SAMU essencial à saúde do povo catarinense”, destacou o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro. “Foi uma decisão importante e necessária, a contratação emergencial de uma Organização respeitada e que sabemos estar pronta para assumir um Serviço tão crucial quanto o SAMU. O nosso papel de fiscalizador continuará, evidentemente, além de reassumirmos reivindicações antigas, como o caso das Centrais”, resumiu Motta Ribeiro.

A gestão do SAMU será compartilhada com o Governo do Estado, por meio da sua Secretaria de Saúde, que reassumirá o Serviço Aeromédico e as Centrais de Regulação Médica, que são vitais para os pacientes emergenciais que ligam ao 192 e precisam do envio de uma ambulância. Enquanto a OS irá compor a gestão do SAMU de Santa Catarina e ficará com a manutenção da base operacional do Serviço, o que celebra os profissionais do Serviço que trabalham nas Unidades de Suporte Avançado, bem como a garantia de insumos de medicamentos e equipamentos.