icone facebookTwitterInstagram

Florianópolis, 9 de novembro de 2015

A Gerência de Zoonoses da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) promove, nesta terça-feira (10), a primeira edição do Seminário Estadual de Vigilância da Raiva em Santa Catarina. O evento é exclusivo para profissionais da saúde, com vagas limitadas. De acordo com a responsável técnica pelo Programa de Controle da Raiva, Ivânia da Costa Folster, o objetivo do seminário é fortalecer a vigilância da raiva no Estado, integrando os profissionais das diversas áreas envolvidas que atuam na vigilância de zoonoses.

O Brasil é exemplo mundial no combate eficaz da raiva animal, segundo o Ministério da Saúde. Desde 1973, com a criação do Programa Nacional de Prevenção da Raiva, houve uma redução de 90% nos casos de raiva canina.

Santa Catarina é considerada área controlada para raiva animal no ciclo urbano. Os últimos casos registrados (2 cães e 1 gato) foram registrados em 2006 nos municípios de Xanxerê e Itajaí. Porém, no ciclo silvestre, que ocorre principalmente entre morcegos, macacos e raposas, ainda é uma preocupação.

A raiva é uma doença transmissível que atinge mamíferos como cães, gatos, bois, cavalos, macacos, morcegos e, também, o homem, quando a saliva do animal infectado entra em contato com a pele ou mucosa por meio de mordida, arranhão ou lambedura do animal. O vírus ataca o sistema nervoso central, levando à morte após pouco tempo de evolução. A raiva não tem cura estabelecida (há apenas três casos de cura conhecidos no mundo, um deles no Brasil) e a única forma de prevenção é por meio da vacina.

O seminário será realizado no hotel Cambirela, avenida Marinheiro Max Schramm, 2.199, no Bairro Estreito, em Florianópolis, das 8h às 16h30.

Confira a programação:

8h – Credenciamento

8h30 –  Abertura (Mesa de Abertura):

Superintendente de Vigilância em Saúde

Diretor de Vigilância Epidemiológica

Gerente de Vigilância de Zoonoses e Entomologia

Secretaria de Vigilância em Saúde /MS

Cidasc

9h –  Palestra de Abertura - Panorama da Raiva no Brasil

Lúcia Montebelo (Superintendência de Vigilância em Saúde - SVS)

9h40min –   Vigilância da Raiva em Santa Catarina

    Ivânia da Costa Folster (Dive/SC)

10h10min –   Vigilância da Raiva em Herbívoros em Santa Catarina

  Fábio Ferreira (Cidasc)

10h40 – Mesa 1 - “Unidade de Vigilância de Zoonoses: uma ferramenta de prevenção”

Palestrantes: Luciano José Eloy - (SVS)

Fábio Indá – Experiência de Florianópolis

Geanice Ledo – Experiência de Lages            

Moderador: Suzana Zeccer (Dive/SC)

12h – Almoço

13h30 – Mesa 2 - “Área controlada para raiva: experiências do Sul do Brasil”

Palestrante: Marcia Zinelli - Paraná

Ivânia Folster - Santa Catarina

Moderador: Lúcia Montebelo (SVS)

15h –  Mesa 3 – “Experiências exitosas em ações educativas para raiva.”

Palestrantes: Município de Itajaí – Jaqueline Koch

Município de São Paulo - Adriana Ruckert Gama

Moderador: Alexandra Schlickmann Pereira (DIVE/SC)

16h30min – Encerramento e coquetel

Informações adicionais para a imprensa

Núcleo de Comunicação – DIVE

Secretaria de Estado da Saúde

divecomunicacao@saude.sc.gov.br

Fone: (48) 3664-7402