icone facebookTwitterInstagram

 

Segundo a Deliberação CIB/SC nº 101/2021, um novo sistema e modelo de acesso a medicamentos das Hepatites Virais foi incorporado em Santa Catarina.
O sistema a ser utilizado é o SICLOM-HV, em desenvolvimento pelo Ministério da Saúde, que traz mais agilidade tanto para o médico quanto para o farmacêutico na dispensação de medicamentos. Ainda, diminui o tempo de espera para obtenção dos medicamentos pelo paciente.

Para aderir à rede, a farmácia municipal deve pactuar em CIR onde será o atendimento, que pode ser em qualquer farmácia do município que tenha farmacêutico, internet, estrutura física.

Tudo isso e mais informações podem ser vistas na Nota Técnica nº 22 que delineia a migração das Hepatites para o Componente Estratégico.
Veja mais informações nos diferentes tópicos abaixo:


pdf Nota Informativa nº 13/2019 - COVIG/CGVP/.DIAHV/SVS/MS
Assunto: Dispõe acerca dos medicamentos disponibilizados para o tratamento da Hepatite C no SUS, considerando o critério de custo-minimização.

Nota Técnica 22/2021 - DIAF/SPS/SES/SC
Recomendações gerais referentes à migração do tratamento das Hepatites Virais do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF) para o Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica (CESAF) no Estado de Santa Catarina.

Nota Informativa nº 13/2021 DIAF/SPS/SES/SC
Assunto: Migração de pacientes do SISMEDEX para o SICLOM nos serviços piloto em SC.

Nota Técnica nº 37/2021 DIAF/SPS/SES/SC
Assunto: Orientações sobre o encerramento de cadastro no Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF), das solicitações para atendimento das Hepatites Virais em Santa Catarina.


Formulários para o SICLOM-HV - download:

O formulário de cadastro do paciente no SICLOM é requerido apenas uma vez e pode ser preenchido por qualquer profissional.

Os formulários para solicitação de medicamentos da Hepatite B e da Hepatite C possuem validade, e são preenchidos e assinados pelo médico assistente no momento da consulta.

Acesse os formulários aqui.


 

Veja alguns depoimentos de farmacêuticos e médicos que participaram do projeto piloto e possuem feedbacks sobre o SICLOM-HV em Santa Catarina:

medicas hepatites1       medicas hepatites2


Status da Migração e Cidades com SICLOM-HV habilitado:

Consulta à Relação de Serviços Cadastrados e Ativos está Disponível no Link:

https://siclomhepatites.aids.gov.br/# na opção GERAL -> CONSULTA SERVIÇOS HV -> SC

No momento, apenas as cidades listadas no link acima possuem o sistema funcionando e com pessoal treinado, fazendo atendimento de pacientes novos e também a migração de pacientes antigos de Hepatite B do CEAF (Sismedex) para o CESAF (SICLOM-HV). Para a Hepatite C recomenda-se que o paciente inicie e termine o tratamento dentro do mesmo Componente da AF.

 

Os demais municípios que desejam aderir à Rede e adotar o SICLOM (o prazo é no máximo até dezembro), os passos sequenciais estão abaixo e qualquer dúvida deve-se entrar em contato com sua Regional de Saúde:

Passo-a-passo da migração

Para início das dispensação dos medicamentos pelo CESAF são necessárias algumas etapas sequenciais e, neste ínterim, a organização da rede e de cada um dos serviços é essencial. Os passos para a implementação do serviço pelo CESAF em ordem temporal são:

  1. Pactuação da rede de farmácias na Comissão Intergestores Regional (CIR) de cada região;
  2. Envio de ofício da CIR para a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) para oficializar a rede de farmácias. Após a publicação da Deliberação CIB, a DIAF enviará o documento ao Ministério da Saúde para homologação da rede de farmácias e início do agendamento das capacitações sobre o sistema de informação;
  3. Os agendamentos serão intermediados pela DIAF, que também fará capacitação sobre os protocolos clínicos das Hepatites Virais;
  4. Após treinamento dos profissionais, estoques dos medicamentos serão enviados às unidades e/ou às Regionais de Saúde;
  5. Com estoque disponível, as dispensações via Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (SICLOM-HV) poderão ter início no município para o atendimento de novos pacientes;
  6. Migração de pacientes, já em atendimento, do CEAF para o CESAF.

 

Fluxograma dos passos para a migração das Hepatites Virais do CEAF para o CESAF em Santa Catarina

Fluxograma dos passos para a migração das Hepatites Virais do CEAF